Líderes eficazes estão criando organizações inteligentes que utilizam seu conhecimento para criar vantagem competitiva sustentável. Eles sabem que o sucesso de uma organização inteligente depende da construção e da rapidez de aplicação do conhecimento, impactando e criando desejo de compra nos clientes enquanto traz engajamento e desempenho para sua equipe.

O foco da liderança deve estar na criação de experiências e inovações funcionais, úteis e significativas. Funcionais no sentido de facilitar a vida dos funcionários, para que possam focar na perfeita realização de seu trabalho, úteis no sentido de servirem a um real propósito e significativas no sentido de terem impacto relevante, a chave para o verdadeiro engajamento.

Quando o líder sabe o que realmente quer dizer e manifesta uma rota clara à luz dessa sabedoria, os relacionamentos e feedbacks melhoram, a ação fica mais eficaz e ajustada à estratégia. Pode-se dizer que ele alcança o Desempenho de Alta Performance. Esses resultados consistentes de liderança não provêm de estilos ou da sua personalidade, mas de práticas muito bem desenhadas e aplicadas por essas pessoas que estão à frente.

Para ser bem-sucedida nessas práticas, a organização precisa de líderes muito bem capacitados a responder três fundamentais perguntas:

Que conhecimentos a organização precisa adquirir para se tornar constantemente competitiva?

Que conhecimentos eu, como líder, preciso apresentar para conseguir criar, transferir e incorporar as competências essenciais da empresa?

Que conhecimentos cada um de minha equipe precisa para atuar no mais alto grau de excelência, a fim de cumprir com maestria a execução exemplar da estratégia?

Para garantir a aplicação e a performance do conhecimento estratégico, os líderes utilizam três áreas de Atuação: Traduzir o caminho estratégico, Incorporar Valores e Capacitar Talentos.

A partir destas três áreas, foram detectadas as dez práticas de gestão fundamentais para o gerenciamento exemplar do líder. Elas foram destacadas por dois relevantes critérios: as principais necessidades da equipe quanto à atuação do líder e a eficácia de atuação do mesmo em relação aos principais problemas de performance.

As 10 práticas de gestão mais impactantes para um Líder de Alta Performance são:

1 - Definir a promessa estratégica (Objetivo, Indicador, Meta, Prazo e Orçamento).

2 - Comunicar, esclarecer e engajar a equipe para conhecer o Norte e realizar os objetivos estratégicos.

3 - Definir valores, expectativas de performance, regras, critérios e procedimentos específicos.

4 - Eliminar ambiguidades de decisão e de prioridades.

5 - Envolver-se e demonstrar maior engajamento em seu papel de líder e representante da empresa, administrando conflitos e criando coerência estratégica.

6 - Conseguir promover o senso de equipe, gerenciando o desenvolvimento da mesma de forma singular e justa.

7 - Quando a equipe está sobrecarregada, transmitir compreensão, apoio, confirmação e reconhecimento.

8 - Proporcionar instrução, feedback e apoio para melhorar o desempenho de novos procedimentos e tarefas.

9 - Construir espaços de conversação e compartilhamento de informações e conhecimento, a fim de propor idéias, melhorias e resoluções de problemas.

10 - Verificar constantemente o curso de ação dos processos e atividades estratégicas.

Essas e outras práticas estarão presentes no livro Gestão da Singularidade: tratativas diferenciadas para talentos diferenciados, de Eduardo Carmello, que deve ser lançado em breve.

Eduardo Carmello - É consultor, diretor da Entheusiasmos e um dos cinco mais requisitados palestrantes sobre gestão de pessoas segundo o Top of Mind de RH.

Também poderá gostar de...

0 Comentários