No tempo em que vivemos, em que há uma proliferação de informações, fica cada vez mais difícil impactar as pessoas de maneira significativa ao se transmitir uma mensagem, ou então tornar-se referência em um determinado mercado. Uma forma de fazer com que isso aconteça é por meio da vida associativa, uma vez que, além de reunir concorrentes, a entidade associativa pode ajudar a empresa a aumentar a visibilidade e a credibilidade e a transmitir maior confiança aos clientes.

Ao contrário de quando as associações eram meras defensoras de interesses corporativistas, atualmente, essas organizações são ambientes para troca de experiências, debate de ideias e busca de soluções para problemas em comum. Assim, manter o vínculo associativo é primordial para fortalecer uma categoria. Unidos por meio de uma organização, as empresas somam forças para reivindicar, junto às autoridades, melhores políticas para o setor ou pleitear tributação mais justa, por exemplo.

Porém, as associações não proporcionam apenas benefícios coletivos ou são recintos de reivindicações, protestos e representações. Elas podem ser uma ótima fonte para, por exemplo, se fazer networking; expandir o conhecimento; não cometer o erro que seu parceiro cometeu e, caso já tenha incidido no erro, aprender como solucioná-lo, entre outras lições que se pode aprender ao estar em contato constante com pessoas que têm o mesmo objetivo, dificuldades e anseios que o seu.

Para tentar fazer face às constantes dificuldades encontradas (principalmente a financeira) e atrair empresas, as associações devem reunir esforços, desenvolver parcerias (entre si e com outras entidades públicas e privadas), organizar projetos conjuntos, partilhar espaços, recursos humanos e técnicos, maximizando e potenciando, desta forma, os (sempre escassos) meios que possuem.

Já as empresas, devem entender que os resultados são de médio e longo prazo, que a vida associativa é uma doação, pois não é remunerada, e quem participa deve se doar não só financeiramente, mas com suas ideias e participação. Não basta apenas preencher a ficha de inscrição e efetuar o pagamento da mensalidade, é preciso participar ativamente para que os resultados apareçam.

Arildo Constantino - É Vice-Presidente de Articulação Política da Assespro-SP e Diretor Comercial na Planwork Tecnologia da Informação Ltda (www.assespro-sp.org.br).

Também poderá gostar de...

0 Comentários