Foi-se o tempo em que o consumidor brasileiro hesitava em comprar medicamentos pela Internet. Com a evolução do e-commerce de remédios e produtos de saúde, internautas de qualquer lugar do Brasil passaram a adquirir medicamentos e produtos de saúde em um único ponto na Internet com segurança, rapidez e facilidade de compra.

O varejo farmacêutico online é uma alternativa cômoda à farmácia física, considerando-se o tempo gasto na fila do caixa e no deslocamento. A praticidade da compra online, a entrega expressa e a possibilidade de escolha da melhor modalidade de frete contribuíram para uma crescente popularização do comércio eletrônico de medicamentos no País.

Mercado farmacêutico em alta – Segundo um estudo do IMS Health, em 2015 o Brasil deverá aparecer em 6o lugar no ranking mundial de consumo de medicamentos. Em 2005, o País aparecia na 10ª colocação e, em 2010, com um mercado estimado de R$ 62 bilhões, o Brasil galgou três posições, atingindo a 7ª posição mundial.

De acordo com José Roberto Corrales, CEO da farmácia online Netfarma (http://www.netfarma.com.br), o aumento do poder de compra da classe média emergente, menor nível de desemprego e aumento de mercado dos genéricos e similares são alguns dos principais fatores que contribuem para o crescimento do mercado farmacêutico nacional. “Os brasileiros estão cada vez mais atentos à saúde e bem estar, e essa mudança de comportamento se reflete no aumento da busca online por medicamentos e produtos para a saúde”, ele afirma.

De acordo com dados do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), o e-commerce brasileiro deverá crescer 35% em 2013.

Também poderá gostar de...

0 Comentários