As pequenas empresas estão dependendo, principalmente, dos tradicionais canais de comunicação de mercado para atingir clientes e prospects, não controlando resultados e perdendo oportunidades de incorporar uma comunicação multi-canal para aumentar as taxas de resposta e conseguir novos clientes. Essas são as conclusões do estudo Small Business Marketing Survey realizado recentemente pela Pitney Bowes Inc. (NYSE: PBI).

A pesquisa com mais de 750 clientes de pequeno porte da Pitney Bowes foi realizada com o objetivo de descobrir mais sobre os canais de comunicação preferidos dos clientes, quais são as ferramentas de marketing utilizadas por pequenas empresas e para levantar se estas ferramentas são realmente usadas.

"Um número surpreendente de empresas não estão monitorando os resultados das comunicações que enviam para os clientes e prospects, particularmente por meio de mala direta e e-mail", disse Ronaldo Oliveira, diretor da Pitney Bowes Software Brasil. "Esta é uma grande oportunidade perdida pelas empresas que poderiam ajudar no seu crescimento usando qualquer uma, de uma série de ferramentas acessíveis e fáceis de utilizar para entregar e medir seus programas de marketing."

Oportunidades perdidas?

O relatório da Pitney Bowes descobriu várias oportunidades para as pequenas empresas usarem novas ou já existentes estratégias de marketing para aumentar seus negócios.

• Medição: a maioria das pequenas empresas não mede o sucesso de suas campanhas de marketing. Elas não estão usando métricas já disponíveis para compreender a eficácia do canal. Surpreendentemente 73% dos entrevistados falham ao usar métricas de e-mail marketing, enquanto 80% não conseguem utilizar as métricas de medição para malas direta ou para correspondências tradicionais.

• Canais digitais e mídias sociais: As pequenas empresas dependem fortemente dos canais tradicionais de comunicação com o cliente e podem perder grandes oportunidades de usar táticas mais novas, como as mídias sociais e QR codes. O e-mail é o canal mais utilizado, com 46% dos inquiridos usando como seu principal canal para comunicações de negócios, seguido por telefone (22%) e mala direta (11%).

• Abordagem multi-canal: as empresas demoram em tirar aproveito do poder do marketing integrado e dos novos canais. As maiores empresas pesquisadas (50-100 funcionários), não listaram as mídias sociais como canal primário. Aquelas que listaram a mídia social como seu principal canal tendiam a ser empresas com 10 funcionários ou menos. Mais notavelmente, dessas pequenas empresas, as maiores proporções foram as de menos de 10 anos de idade. Ao incorporar uma abordagem multi-canal de comunicação, as empresas podem ver as taxas de respostas aumentaram.

• Email: Enquanto as empresas usam o e-mail como canal de comunicação mais importante, o número de empresas que aproveitam este canal para fins de marketing ainda é bastante baixo. Enquanto o e-mail é o canal de comunicação top para as pequenas empresas, muitas ainda não estão tirando proveito disso para fins de marketing. A principal razão apontada pelos entrevistados para usar e-mail, foi para a correspondência básica relacionada com negócios em andamento (59%), no entanto, o número usando e-mail para vendas e marketing ainda é bastante baixo.

• Correspondência tradicional: As empresas já estão se comunicando com seus clientes utilizando a correspondência física, tais como faturas e extratos, no entanto, apenas uma pequena percentagem das empresas utilizam a correspondência tradicional para vendas e marketing. Apenas 18% dos entrevistados estão usando para desenvolvimento de novos negócios e marketing e 20% estão incluindo informações sobre produtos e atualizações. Já que as faturas e extratos são comunicações de eficácia garantida para atingir os clientes, são uma boa opção, de baixo custo e altamente eficaz, para entregar mensagens de marketing e ofertas promocionais.

Para acessar os resultados completos do estudo Small Business Marketing Survey, ir para http://www.pbsmartessentials.com/small-business-marketing-survey-2012/

Também poderá gostar de...

0 Comentários