O mercado mundial de mídias sociais vai movimentar US$ 16,9 bilhões em 2012, cifra que representa um aumento de 43,1% em relação ao ano passado. A previsão é do Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, que alerta as empresas para ficarem mais atentas ao desenvolver suas estratégias de negócios para sempre levar em conta as redes sociais e a mobilidade. Neste ano, a propaganda teve a maior fatia desse segmento, com US$ 8,8 bilhões.

Entre 2010 e 2011, a receita de jogos sociais mais que dobrou e deve chegar aos US$ 6,2 bilhões até o final de 2012. Outras previsões sobre o tema serão apresentadas na Conferência Gartner AADI (Conferência Arquitetura, Desenvolvimento e Integração de Aplicações), que acontece nos dias 14 e 15 de agosto, no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

Segundo o Gartner, o uso das mídias sociais está amadurecendo o mercado brasileiro. Estima-se que mais de um bilhão de pessoas ao redor do mundo use estas ferramentas nos próximos meses. O número de pessoas que utilizam as redes sociais cresce em um ritmo moderado. Novas formas de mídia e entretenimento irão atrair, ainda, novos usuários e farão com que os existentes continuem interessados nas mídias sociais. A crescente concorrência entre os players, cada um disputando o tempo de lazer e a atenção dos consumidores, levará ao aumento das novas formas de mídias sociais (baseadas em Web e móveis).

Empresários estão direcionando uma grande porcentagem de seus orçamentos de publicidade para estes novos modelos de negócios. Isto é impulsionado, principalmente, porque os sites oferecem uma ampla gama de usuários engajados que gastam muito tempo conectados – isto aumenta as taxas de cliques potenciais. As redes sociais permitem que as empresas direcionem anúncios a segmentos distintos de consumidores, desbloqueando as estruturas de dados interconectados dos usuários, que inclui listas de amigos, seus comentários e mensagens, fotos, suas conexões sociais, informações de contato e mídias associadas.

O Gartner alerta que as redes sociais vão mudar radicalmente a forma de como as empresas interagem com seus clientes e funcionários. Por conta disso, registra-se um aumento por informações a respeito do tema e por sistemas que engajem as pessoas para temas de interesse das empresas. “Os sites de mídias sociais continuarão a incorporar técnicas de jogos em suas redes, influenciados pelas oportunidades de lucro que essas ferramentas apresentam. A venda de bens virtuais continuará a ser fonte primária de faturamento. Os principais criadores de jogos para console entraram, recentemente, na “arena” dos jogos sociais e estão fortalecendo a indústria”, diz Van Baker, diretor de pesquisas do Gartner e um dos palestrantes da Conferência Arquitetura, Desenvolvimento e Integração de Aplicações do Gartner.

O Gartner espera que esta tendência tenha um impacto favorável no faturamento, na medida em que os consumidores tendem a ser atraídos por jogos conhecidos. Alguns dos grandes desenvolvedores de mídias sociais, como Zynga, GREE e DeNA, mudaram para uma estratégia de plataforma aberta, aumentando a conveniência e escolha dos usuários.

As vendas de serviços de consultoria de alto valor, como relações públicas e gestão de reputação a marcas, estão crescendo e devem continuar neste ritmo, assim poderão gerir melhor sua presença nas redes sociais. Os pagamentos feitos para os anúncios nas mídias sociais, aumentarão, proporcionando mais oportunidades para os sites servirem como plataforma de transações de conteúdo digital (aplicações, como parte do Facebook), jogos sociais (FarmVille, por exemplo), ou pagamentos entre pessoas. Novas oportunidades para faturamento nas mídias sociais também aumentarão com a interação das plataformas móveis e de TV como um serviço essencial. A curto e médio prazos, as redes sociais devem implantar técnicas de dados analíticos e, ao mesmo tempo, continuar a explorar outros canais de faturamento, como propaganda móvel e social commerce.

Analistas do Gartner apresentarão mais dicas para as empresas que desejam se preparar para este novo mundo interativo e repleto de mídias sociais durante a Conferência Gartner AADI (Conferência Arquitetura de Aplicações, Desenvolvimento e Integração). As inscrições para o evento estão abertas e feitas até dia 10 de agosto terão desconto especial de R$ 200. Para mais informações, acesse www.gartner.com/br/aadi, ligue para (11) 3074-9724 e (11) 3073-0625 ou mande e-mail para brasil@gartner-la-events.com.

Conferência Gartner Arquitetura, Desenvolvimento e Integração de Aplicações 
www.gartner.com/br/aadi
Data: 14 e 15 de agosto – Terça e quarta-feira, das 9h às 18h
Local: Sheraton WTC Hotel – Avenida das Nações Unidas, 12.551 – (SP)

Siga a Conferência Gartner AADI (Conferência Arquitetura, Desenvolvimento e Integração de Aplicações) nas redes sociais:
Twitter: http://twitter.com/GartnersummitBR
Facebook: http://www.facebook.com/GartnerSummitsBrazil
Hashtag: #GartnerAADI

Sobre o Gartner

O Gartner é líder mundial no fornecimento de pesquisas e aconselhamento na área de tecnologia da informação. Fornece análises de TI necessárias para seus clientes fazerem as escolhas certas todos os dias. De CIOs e diretores de TI em corporações e agências governamentais a líderes em empresas de alta tecnologia e telecomunicações, passando por investidores deste mercado, o Gartner é parceiro indispensável para 60 mil clientes em 12 mil companhias diferentes. Fundado em 1979, o Gartner tem sede em Stamford, Connecticut, e possui 5.200 associados, sendo 1.250 analistas de pesquisa e consultores em 85 países.

No Brasil, o Gartner está presente com três unidades: Gartner Research, que oferece pesquisas e aconselhamento para profissionais, fornecedores e investidores de TI; Executives Programs, grupo de CIOs alimentado pelo conteúdo Gartner com mais de 3 mil membros em todo o mundo; e Eventos, com conferências e simpósio anuais. Para obter mais informações, visite www.gartner.com.

 

Também poderá gostar de...

0 Comentários