De acordo com o índice e-Flation, a queda nos preços da internet já chega a 8,15% nos últimos 12 meses.

Conforme aponta o índice e-Flation, os sites brasileiros de venda pela internet acumulam deflação de 6,18% de janeiro a julho deste ano. No mês de julho, a deflação foi de 1,39%, alta de 1,31 pontos percentual em comparação com o mês anterior. O indicador é desenvolvido pelo Programa de Administração do Varejo (Provar) da Fundação Instituto de Administração (FIA), em parceria com as consultorias Felisoni e Íconna.

“A queda nos preços do e-commerce pode ser explicada pela chegada de novos players no mercado e, consequentemente, o aumento da concorrência”, explica Verena Stukart, co-fundadora da MundiPagg, empresa que oferece soluções em meios de pagamento online. De acordo com o e-bit, durante o ano de 2011, mais de 32 milhões de consumidores compraram ao menos uma vez em sites de e-commerce. Destes, 9 milhões realizaram sua primeira compra pela internet, sendo mais da metade (61%) pertencentes à Classe C.

Ainda de acordo com o e-Flation, nos últimos 12 meses, a queda nos preços da internet já chega a 8,15%. No mesmo período do ano passado, o declínio era de 4,16%, ou seja, metade do índice atual publicado.

As categorias colaboraram para a deflação no mês passado foram Eletrodomésticos (-0,60%), Perfumes e Cosméticos (-0,40%) e Informática (-0,37%). As únicas categorias que contabilizaram aumento dos preços foram Medicamentos (+0,33%), CDs e DVDs (+0,09%) e Livros (+0,01%).


               

Também poderá gostar de...

0 Comentários