O comércio eletrônico no Brasil já representa 59% de todas as transações da América Latina, de acordo com um estudo realizado pela AmericaEconomia Intelligence e encomendado pela Visa. Segundo o levantamento, o e-commerce no País cresceu 43% entre 2010 e 2011, superando US$ 25 bilhões. Com esse resultado, o Brasil se tornou o primeiro país latino americano a alcançar a marca de 1% do PIB com as vendas na internet. Os locais que apresentaram a maior participação no segmento foram respectivamente:

Brasil (59,1%), México (14,2%), Caribe (6,4%), Argentina (6,2%), Chile (3,5%), Venezuela (3,3%), América Central (2,4%), Colômbia (2%) e Peru (1,4%). “O comércio eletrônico vive um momento muito bom no Brasil. A cada vez maior classe C, incentivada por preços mais competitivos que o varejo tradicional, estratégias agressivas de parcelamento e, por fim, pela comodidade, vem contribuindo muito para o crescimento acelerado do e-commerce no País. Esse crescimento acaba por atrair novas empresas focadas em determinadas categorias o que, por sua vez, acaba impulsionando ainda mais esse crescimento, já que os e-consumidores passam a ter mais alternativas para atender às suas mais variadas necessidades", comenta Gustavo Furtado, Ceo da Tricae.

Fonte: Tricae – Especializada em e-commerce de artigos infantis para crianças de 0 a 10 anos, (www.tricae.com.br)


Também poderá gostar de...

0 Comentários