A inadimplência nos contratos de aluguel caiu a níveis recordes. Em 2011, o número de processos locatícios totalizou 18.655 ocorrências, o menor nível registrado desde 1993, ano em que o Secovi-SP (Sindicato da Habitação) começou a fazer esse levantamento no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Esse volume é 7,4% inferior às 20.155 ações de 2010.

“Pelo desempenho dos meses anteriores, já prevíamos que as ações locatícias fechariam o ano em queda, mas a redução foi mais significativa do que os números indicavam”, afirma Roberto Akazawa, gerente do Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP.

Em 2011, as ações por falta de pagamento, que são responsáveis por 78,6% das ações, foram 11,96% menos numerosas que as registradas no ano anterior.

No mês de dezembro, foram abertos 1.042 processos relativos a locação, também o menor número para um mês de dezembro desde que o Sindicato acompanha esse indicador. Em relação a novembro (1.592 ações), a queda foi de 34,55%. Comparada a dezembro de 2010 (1.400 ações), a retração foi de 25,57%.

Entenda o significado de cada ação:

Consignatória – movida quando há discordância de valores de aluguéis ou encargos, com opção do inquilino pelo depósito em juízo.

Falta de pagamento – motivada por inadimplência do inquilino.

Ordinária – relativa à retomada de imóvel para uso próprio, de seu ascendente ou descendente, reforma ou denúncia vazia.

Renovatória – para renovação compulsória de contratos comerciais com prazo de cinco anos.

Também poderá gostar de...

0 Comentários