Os cinemas brasileiros acumularam renda bruta de R$ 1,44 bilhão nas bilheterias em 2011, a partir da venda de 143,9 milhões de ingressos, entre filmes estrangeiros e nacionais. Em 2010, foram vendidos 134,8 milhões, com renda de R$ 1,26 bilhão. No ano passado, os filmes brasileiros alcançaram 17,9 milhões de ingressos vendidos, e obtiveram renda de R$ 163 milhões. As informações integram o Informe Anual de Acompanhamento de Mercado 2011 - Filmes e Bilheterias , divulgado na segunda-feira (30), pela Agência Nacional do Cinema (Ancine).

O Informe Anual consolida os dados do setor de exibição cinematográfica entre 31 de dezembro de 2010 e 5 de janeiro de 2012. De acordo com os números, o Brasil está entre os mercados cinematográficos mais importantes do mundo e em tendência de alta. Um dos avanços é a renda bruta dos filmes estrangeiros, cerca de R$ 1,27 bilhão em 2011 e, ainda, um crescimento equivalente a 100%, em cinco anos. Em 2010, a renda dos filmes estrangeiros foi de R$ 1,03 bilhão. São 60% a mais de ingressos vendidos, além de um aumento do preço médio dos ingressos de 30%, no mesmo intervalo.

Filmes brasileiros - A participação dos filmes brasileiros no mercado (market share) de exibição em salas ficou em 12,4% no último ano. O diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel, ressalta que “o número de filmes de longa-metragem brasileiros lançados, 99 no total, foi o maior dos últimos dez anos”. Rangel também destaca que sete filmes brasileiros venderam mais de 1 milhão de ingressos, o que significa uma concentração menor de público em poucos títulos nacionais.

O mercado de distribuição independente brasileiro manteve a tendência de crescimento, o que assegurou uma participação de mercado de 27,5% no total de filmes exibidos e de 69% na exibição de filmes brasileiros.

Também poderá gostar de...

0 Comentários