A taxa de desemprego registrada em janeiro no Brasil foi de 5,5%. O valor é maior que o mês de dezembro (4,7%), mas inferior ao mesmo período do ano passado, quando alcançou 6,1%. Além disso, a taxa é a menor para o mês de janeiro desde 2003. Os dados foram divulgados hoje pelo IBGE.

Além da redução no número de brasileiros sem posto de trabalho, as remunerações também aumentaram. O salário médio registrado em janeiro foi de R$ 1.672,20. Alta de 0,7% em relação a dezembro e 2,7% se comparado a janeiro de 2011. Também aqui o valor é destaque. A remuneração é a mais alta para o mês de janeiro desde o início da pesquisa.

Na avaliação da Fecomércio, a leve alta do desemprego em relação a dezembro (0,8%) é natural, uma vez que nem todos os trabalhadores temporários que atenderam às demandas das festas de final de ano foram contratados. O aumento das remunerações seguiu a tendência de valorização do salário mínimo, que teve expansão de 14% no início deste ano.

Em relação à crise internacional, a expectativa é de que o Brasil esteja relativamente tranquilo, atingindo bons níveis de crescimento garantidos pela força do mercado interno que, ancorado na expansão das vagas de emprego e da renda, vem obtendo bom desempenho. No entanto, os aumentos salariais devem seguir os ganhos de produtividade da economia, evitando o aumento da inflação.

Também poderá gostar de...

0 Comentários