A produção paulista de café arábica deverá atingir cerca de 4,6 milhões de sacas de café beneficiado, na safra 2012/13, de acordo com a primeira estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), do Ministério de Agricultura, em parceria com o Instituto de Economia Agrícola da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado (IEA/Apta/SAA), e a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), também pertencente à Pasta. Como a safra 2011/12 fechou em 3,11 milhões de sacas, haverá forte recuperação do montante colhido frente à safra anterior, dizem os técnicos.

A produtividade média das lavouras, que na safra anterior foi de 18,35 sacas por hectare, é esperada, na atual safra, alcançar 27,15sacas/ha, níveis próximos a safra 2010/11. Na Alta Mogiana, o levantamento apurou que a produção quase dobrará, para 1,79 milhão de sacas/ha, recolocando a região "na posição de líder na oferta paulista". Já a região de São João da Boa Vista/Mogi Mirim deve produzir 1,23 milhão de sacas/ha.

"Nessa primeira campanha, existe uma reconhecida dificuldade comentada pelos técnicos que estiveram em campo quanto à precisão na elaboração da estimativa", alerta a equipe responsável pelo levantamento. "Em muitas regiões, o retardamento das chuvas associado às ondas de intenso frio, justamente à época da primeira florada, limitaram o grau de precisão do processo de produção da estimativa. Informações advindas dos principais cinturões começam a apontar um baixo pegamento de frutos, associado à queda de chumbinhos. Portanto, posicionamento cauteloso quanto ao patamar de recuperação da próxima safra deve ser a postura mais acertada para o momento."

Safra nacional - A produção nacional de café da safra 2012 está estimada entre 48,97 e 52,27 milhões de sacas beneficiadas. Esse é o primeiro levantamento realizado pela Conab. O resultado representa um crescimento situado entre 12,6 e 20,2 %, quando comparado à safra anterior, que foi de 43,48 milhões de sacas de 60 quilos.

O aumento deve-se, principalmente, ao ano de alta bienalidade e o investimento na lavoura pelo produtor. Se confirmada será a maior safra produzida no País, superando o recorde anterior de 48,48 milhões de sacas, do período 2002/2003.

Também poderá gostar de...

0 Comentários