Dados divulgados pela consultoria Céleres apontam que a área plantada de milho na safra verão deve chegar a 8,2 milhões de hectares para garantir uma produção de 36 milhões de toneladas do grão (quase 10% a mais do que em 2010/2011). Diante do bom momento para a cultura, os produtores têm ficado cada vez mais atentos às técnicas e soluções que previnam e controlem fatores que possam gerar prejuízos à lavoura, como as plantas daninhas.


Henrique Antônio Morais, consultor da Xecape Rural, afirma que já foram registradas perdas de até 35% em culturas de milho, em função das plantas daninhas que competem com o cultivo na absorção de nutrientes, luz, água, e espaço, efeitos alelopáticos. Segundo Morais, no sistema de plantio direto, um bom manejo começa na dessecação, com pelo menos dez dias de antecedência, sendo fundamental o conhecimento técnico das espécies daninhas, bem como sua distribuição e densidade populacional.

“Com essas informações, o agricultor seleciona o modelo de manejo com herbicidas que possuam mecanismos distintos de ação e sejam preferencialmente diferentes dos utilizados na cultura anterior, pois evita-se ou dificulta-se o surgimento de biótipos resistentes”, afirma o consultor. “Já no manejo pós-emergente, os produtos devem ter características de seletividade e efeito residual, para serem utilizados nos estágios iniciais da cultura, evitando que as populações ressurjam”, acrescenta.

De acordo com Ronaldo Yugo, gerente de Produtos Herbicidas da Bayer CropScience, o manejo adequado faz parte das boas práticas agrícolas, que garantem mais produtividade, qualidade, credibilidade e rentabilidade ao produtor. “O retorno sobre o investimento em prevenção e controle será mensurado no momento da negociação, em que o produtor ganhará escala e diferencial perante os demais”, enfatiza.

Parceira do produtor do plantio à colheita, a Bayer CropScience oferece em seu portfólio o Soberan, herbicida de alta performance e sistêmico, que controla em pós-emergência plantas daninhas de folhas estreitas e largas. O herbicida pode ser aplicado durante o processo de adubação nitrogenada em qualquer época, permitindo o complemento de nitrogênio necessário para o desenvolvimento das plantas sem restrição. Além disso, é indicado para o manejo do mato que compete com a lavoura, sem prejudicar o cultivo de milho. Sua ação ocorre rapidamente, com apenas uma aplicação.

Proteção de Cultivos

A Bayer CropScience investe em pesquisa e inovação na agricultura mundial, observando a demanda crescente por alimentos, rações, fibras e matérias-primas renováveis, além de fatores como áreas restritas para a agricultura, falta de água e mudanças climáticas. Investe cerca de € 500 milhões anuais na pesquisa e no desenvolvimento de produtos modernos e inovadores, de alto desempenho e com excelente perfil ambiental.
Com forte posição global e líder em diversos segmentos, oferece aos agricultores um amplo portfólio de defensivos agrícolas como inseticidas, fungicidas, herbicidas e produtos para o tratamento de sementes, além de soluções sustentáveis e integradas que visam, principalmente, à melhoria da produtividade e da qualidade das lavouras.
Mais informações: www.bayercropscience.com.br

Também poderá gostar de...

0 Comentários